Porta da Estrela
Edição de 02-10-2017
Secções

Pesquisa

Utilidades
Subscrever RSS Subscrever RSS
Arquivo
Inquéritos
Última Hora
Pesquisa Avançada
Futebol
Farmácias
Tempo
Registo
Estatuto Editorial
Ficha Técnica
Assinaturas
Links

Registo

Arquivo: Edição de 15-05-2017

SECÇÃO: Local

Filipe Camelo apresenta projectos de requalificação das praias fluviais da Senhora do Desterro e do Sabugueiro

Praia do Dr. Pedro na Senhora do Desterro vai ser requalificada
Praia do Dr. Pedro na Senhora do Desterro vai ser requalificada
A Câmara Municipal aproveitou a Semana do Turismo, que decorreu de 8 a 14 de Maio, para apresentar os projectos de duas novas praias fluviais no concelho.
Tratam-se da Praia Fluvial do Dr. Pedro (Senhora do Desterro) e a Praia Fluvial do Sabugueiro, no curso do Rio Alva, dois novos investimentos que visam aumentar a atractividade do concelho. As obras são financiadas e ascendem a um investimento superior a 160 mil euros. A operação, cujos concursos deverão ser aprovados na próxima quinta-feira em reunião de Câmara, visa requalificar, por completo, estes dois espaços, já utilizados para recreação balnear.
Câmara apresenta à população projecto da praia fluvial do Sabugueiro
Câmara apresenta à população projecto da praia fluvial do Sabugueiro
Filipe Camelo salientou durante a apresentação dos projectos, no Museu da Electricidade e na Junta de Freguesia do Sabugueiro, o investimento que o Município vem executando nos espaços balneares, seja em Sandomil, Vila Cova, Loriga e Lapa dos Dinheiros, chegando agora à Senhora do Desterro e ao Sabugueiro. «Tarde, mas chegámos», admitiu, para descansar todos os presentes que «chegámos para fazer», uma vez que os projectos «estão prontos», os recursos financeiros «estão acautelados», pelo que «estão reunidas todas as condições para as obras começarem muito em breve e a tempo do arranque da próxima época balnear», prometeu.

Seia com forte vocação turística

A primeira iniciativa da Semana do Turismo foi o Fórum "Turismo - Estratégias e Incentivos", através da qual o Município pretendeu promover a reflexão e o debate sobre o sector, divulgar os instrumentos e incentivos financeiros que são colocados à disposição dos promotores/investidores, evidenciar a dinâmica da iniciativa privada e anunciar novos investimentos públicos municipais no sector.
Filipe Camelo, presidente da Câmara Municipal, evidenciou a forte vocação turística do concelho, enquanto porta de entrada principal da Serra da Estrela, «que tem de continuar a ampliar ainda mais o papel do sector no futuro, sobretudo ao nível da actividade económica», justificando a realização da Semana do Turismo com a necessidade de executar «um planeamento claro, de priorizar e calendarizar os vários objectivos.
«É fundamental promovermos a articulação e cooperação entre os vários agentes: públicos, privados, associativos ou de outra natureza, tendo em vista a construção de uma visão global, de médio-longo prazo, para que a estratégia seja duradoura e produza resultados», destacou o edil, que recordou que «até há bem poucos anos a experiência turística de vir à Serra da Estrela se resumia a subir à Torre pela estrada principal e pouco mais». «O caminho é longo e difícil pois ainda persistem algumas debilidades que a nossa região tem e que urge corrigir, mas temos de continuar a desbravar um caminho que procure transformar estas especificidades territoriais em factores de diferenciação positiva», disse.

“Oh Meu Deus” gera retorno económico superior a 600 mil euros

Factor fortemente atractivo para a comunidade senense são os eventos “Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela”, Granfondo Serra da Estrela e a Maratona Aldeias de Montanha (Seia) / Taça de Portugal XCM, que nos meses de Junho e Julho trazem a Seia mais de 1.500 participantes. As provas, que valorizam e posicionam o território no turismo de aventura e de natureza, foram apresentadas no passado dia 10, no Museu Natural da Electricidade, momento que serviu para a Escola Superior de Turismo e Hotelaria de Seia revelar que o evento “Oh Meu Deus” teve, no ano passado, um retorno económico directo para a região na ordem dos 600 mil euros. O valor é justificado pelos gastos no alojamento, alimentação, lembranças, transportes, distrações…, numa amostra que envolveu 142 participantes.
Este dia ficou ainda marcado pela realização da 4ª Conferência da Estrela, uma organização da Associação Geopark Estrela. Dedicada ao turismo, desafios e oportunidades, a conferência teve como oradores Catarina Vieira, do turismo “Chão do Rio”, e Maria Manuel, do turismo “Casas da Lapa”, dois bons exemplos de empreendedorismo sediados no concelho. Integraram ainda o painel Célia Gonçalves, da Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha, e Gisela Firmino, da Associação Geopark Estrela.

Siga-nos no twitter

Úteis

O Meu Jornal

Notícias Relacionadas

Subscreva as nossas noticias via RSS

Consulte os resultados desportivos

Produzido por ardina.com  
© Porta da Estrela - Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Email do Porta da Estrela: geral@portadaestrela.com.
  Topo