Porta da Estrela
Edição de 31-05-2017
Secções

Pesquisa

Utilidades
Subscrever RSS Subscrever RSS
Arquivo
Inquéritos
Última Hora
Pesquisa Avançada
Futebol
Farmácias
Tempo
Registo
Estatuto Editorial
Ficha Técnica
Assinaturas
Links

Registo

Arquivo: Edição de 31-01-2016

SECÇÃO: Local

Seia entrega contributos para combater alterações climáticas

foto
Cerca de quarenta pessoas participaram em Seia, no passado dia 27 de Janeiro, no workshop local do projecto ClimaAdaPT.Local, no qual a Câmara Municipal participa com o objectivo de elaborar estratégias locais que permitem avaliar os riscos e preparar respostas para as futuras alterações climáticas como inundações, seca, ondas de calor e incêndios florestais.
O projecto ClimAdaPT.Local - Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC) integra 26 autarquias e resulta de um concurso lançado pela Agência Portuguesa do Ambiente com o objectivo de preparar o país para as consequências das alterações climáticas. Para tal, está a ser efectuado um diagnóstico das vulnerabilidades climáticas dos municípios e definida a estratégia local, integrando e aplicando medidas nos vários planos das autarquias, ao nível da gestão dos recursos hídricos, respondendo da melhor forma a eventuais situações de seca, incêndios florestais, ondas de calor, inundações, entre outros episódios do foro climático.
Luciano Ribeiro, vereador do Ambiente, referiu que o trabalho de Seia começou por mobilizar e dar a conhecer a estratégia da autarquia e salientou que as maiores vulnerabilidades sinalizadas são as consequências dos incêndios florestais e uma melhor eficiência hídrica.
Coube a Pedro Conde e a Vânea Garcia apresentar as opções de adaptação às alterações climáticas de Seia, das quais se destacam o apoio à investigação e às práticas de gestão do uso do solo, seja agrícola ou florestal, com vista a aumentar a resiliência do território aos incêndios florestais. Propõem ainda uma melhor gestão dos recursos hídricos e o uso mais eficiente da água, protegendo também os ecossistemas ribeirinhos; implementar um plano de soluções de conforto térmico do parque edificado; um plano de requalificação de infraestruturas no domínio da drenagem e da estabilização de taludes e instalar uma rede de estações metereológicas, atendendo a que o território é fortemente afectado pela queda de neve e formação de gelo.
Depois da realização deste workshop, que teve como temas principais a floresta; a agricultura e pastorícia; os recursos hídricos; o Parque Natural, turismo e biodiversidade; e energia, saúde e edificado, cujos contributos dos actores-chave vão ser reflectidos na estratégia municipal em curso, vão ser constituídos conselhos locais para o acompanhamento e implementação da EMAAC de Seia, com vista a assegurar a sua continuidade.

Siga-nos no twitter

Úteis

O Meu Jornal

Notícias Relacionadas

Subscreva as nossas noticias via RSS

Produzido por ardina.com  
© Porta da Estrela - Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Email do Porta da Estrela: geral@portadaestrela.com.
  Topo