Porta da Estrela
Edição de 15-10-2014
Secções

Pesquisa

Utilidades
Subscrever RSS Subscrever RSS
Arquivo
Fórum
Inquéritos
Última Hora
Pesquisa Avançada
Futebol
Farmácias
Tempo
Registo
Ficha Técnica
Assinaturas
Links

Registo

Arquivo: Edição de 31-12-2013

SECÇÃO: Local

Aproveitamento Hidroeléctrico de Girabolhos e Bogueira com exploração prevista para 2019

Albufeira das barragens vai abranger os concelhos de Seia, Gouveia, Mangualde e Nelas
Albufeira das barragens vai abranger os concelhos de Seia, Gouveia, Mangualde e Nelas
Empresa deu início em Dezembro ao processo de expropriações, contactando os proprietários identificados no levantamento cadastral dos terrenos localizados na zona da albufeira que irá abranger os concelhos de Seia, Gouveia, Mangualde e Nelas.
A Endesa Portugal através da sua empresa Hidromondego, concessionária do aproveitamento hidroeléctrico de Girabolhos e Bogueira, vai dar início, após a publicação da Declaração de Utilidade Pública do Projecto, o contacto com os proprietários abrangidos pelo empreendimento nos concelhos de Seia, Gouveia, Mangualde e Nelas.
Numa primeira fase, «todos os proprietários identificados no levantamento cadastral irão ser contactados por meio de carta registada», refere uma comunicado de imprensa, que salienta que a Hidromondego irá ser apoiada neste processo pela empresa de engenharia portuguesa, PROCESL, Engenharia Hidráulica e Ambiental, Lda.
«Nenhuma outra entidade será envolvida. O contacto com os proprietários apenas está autorizado aos técnicos devidamente credenciados pela Hidromondego. Estes terão que se identificar e fazer prova do seu Bilhete de Identidade e da credencial passada pela Hidromondego», salienta a mesma fonte.
Recorde-se que no passado dia 27 de Setembro de 2013, a Hidromondego, empresa do Grupo Endesa, e o Estado Português assinaram o Contrato de Concessão relativo ao Aproveitamento Hidroeléctrico de Girabolhos, situado no Rio Mondego.
Este projecto teve origem no Plano Nacional de Barragens colocado a concurso pelo Estado Português em 2008. O Grupo Endesa venceu o concurso relativo a este projecto oferecendo ao Estado uma quantia de 35 milhões de euros por esta concessão por um período de 65 anos.
O Aproveitamento Hidroeléctrico, composto por duas Barragens, funcionando em regime de reversibilidade, terá uma potência instalada total de aproximadamente 360MW, e será responsável por gerar energia eléctrica suficiente para o abastecimento de aproximadamente de 250 mil famílias em Portugal.
Este investimento, «realizado totalmente a cargo do promotor, e que não será sujeito a qualquer subsídio ou subvenção pública», está orçado em 400 milhões de euros, e desenvolver-se-á por fases desde 2014 até à entrada em exploração prevista para 2019, refere o comunicado.
O Grupo Endesa é líder no sector eléctrico a nível Ibérico. Está presente em Portugal desde 1993, com a entrada em exploração da central termoeléctrica do Pego, em Abrantes. Actualmente é o segundo maior operador do mercado liberalizado de electricidade em Portugal, fornecendo mais de 150 mil famílias no País e gerando nas suas centrais cerca de 8 por cento do consumo total do país.

Siga-nos no twitter

Úteis

O Meu Jornal

Notícias Relacionadas

Subscreva as nossas noticias via RSS

Produzido por ardina.com  
© Porta da Estrela - Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Email do Porta da Estrela: geral@portadaestrela.com.
  Topo