Porta da Estrela
Edição de 30-06-2017
Secções

Pesquisa

Utilidades
Subscrever RSS Subscrever RSS
Arquivo
Inquéritos
Última Hora
Pesquisa Avançada
Futebol
Farmácias
Tempo
Registo
Estatuto Editorial
Ficha Técnica
Assinaturas
Links

Registo

Arquivo: Edição de 30-10-2004

SECÇÃO: Local

Rotary Club de Seia homenageia Serafim Correia

foto
O Rotary Clube de Seia prestou homenagem a um profissional com elevado nível na arte da fotografia.
O Rotary Clube de Seia homenageou, no passado dia 26 de Outubro, o fotógrafo Serafim Correia, por ser um «profissional brilhante que se distinguiu na comunidade pelos trabalhos prestados» na arte da fotografia, como fez questão de referir Jacinto Alves. O presidente do Clube considera que o «trabalho e dedicação» de Serafim Correia é um exemplo que deve ser seguido por todas as pessoas e sublinhou que a sua «simplicidade, simpatia e modéstia» levou-o a não querer aceitar a homenagem.
O homenageado, sensibilizado com o reconhecimento e na presença de tantos amigos que se associaram à festa, com especial destaque para os comerciantes da Praça da República, agradeceu o reconhecimento e amizade. Não esqueceu os amigos fotógrafos e dedicou a homenagem ao pai: Eduardo Correia e agradeceu de uma forma sentida à mulher, a quem denominou de «assistente» e que «até sabe mais do que eu em fotografia».
Eduardo Brito, presidente da Câmara de Seia, considera que Serafim Correia «tem retratado a cidade como ninguém ao longo das últimas décadas» e Fernando Béco, recordando-se da homenagem que o Orfeão de Seia fez há 15 anos ao pai do homenageado, à qual se associaou a Câmara Municipal que lhe atribuiu o nome de uma artéria da cidade, salientou que «quem sai aos seus não degenera».
Fernando Correia, em nome da família, agradeceu ao Rotary, «um clube de bem-fazer e bem-agir» pela homenagem prestada, ficando muito grato.

66 anos dedicados à fotografia
Serafim dos Santos Correia nasceu no Porto em 12 de Outubro de 1922. Veio a Seia pela primeira vez quando tinha oito anos de idade e nessa altura já o seu pai pensava radicar-se por aqui para se deslocar aos concelhos vizinhos para trabalhar. Acaba por fazer aqui o exame da 4ª classe da instrução primária, frequentando, posteriormente, no Porto a Escola Industrial Faria Guimarães. Por vontade o pai, que o preparava para a arte fotográfica, cedo abandonou as aulas, passando a ter lições de desenho e pintura com Joaquim Lopes, enquanto ajudava já o seu pai a retocar e revelar os negativos, aprendendo a lidar com os banhos e as suas diferentes misturas químicas.
Aos 16 anos vem de vez para Seia, que o cativa e por aqui fica para sempre e ao jovem portuense sonhador, sucede o senense apaixonado, a trabalhar diariamente com o pai. Aqui conhece a Dª Rosa, lisboeta com ligações maternas a Seia, com quem acaba por casar e se mantém ao seu lado há mais de 57 anos. Até hoje, são 66 anos a trabalhar, quase ininterruptamente, com poucas férias, que o Verão sempre mais casamenteiro, não permitia ausências de maior.
Contudo, um período menos bom da sua saúde, leva-o com a família para Lisboa, trabalhando ainda numa casa fotográfica em Paço D’Arcos durante dois anos. Aqui, fotografou para os seus cartazes publicitários, o cavaleiro tauromáquico Emídio Pinto e o locutor da RTP Manuel Caetano.
A sua loja na Praça da República, que mantém desde 1964, possui milhares de negativos no seu arquivo, principalmente o acervo a preto e branco dos melhores anos da Vila de Seia, desde a década de 40 até hoje, das suas gentes, instituições, lugares de culto e manifestações religiosas, desportivas, políticas de ontem e de hoje. Colaborou com jornais nacionais e locais e revistas de turismo e algumas dessas pequenas obras, paisagens, pessoas, famílias, grupos de amigos e de profissionais, estão um pouco por todo o lado, sendo que a maior, a preto e branco, e que mede mais de dois metros de comprimento por um metro e meio de largura pode ser vista na sede da empresa Manuel Rodrigues Gouveia, em Seia. O jornal “Diário de Notícias” publicou na primeira página uma foto que tirou ao General Ramalho Eanes, presidente da República, quando este discursava em Seia aquando da inauguração da estátua de Afonso Costa.
A Vila de Seia apaixonante, com sol, nublada, com neve, ao lusco-fusco, de noite ou de madrugada, foi fotografada vezes sem conta por Serafim Correia.
A nível social, fez parte dos corpos directivos do Seia Futebol Clube, já extinto, dos Bombeiros Voluntários de Seia e do Clube Hóquei de Seia, mais tarde União Desportiva de Seia.
Continua, aos 82 anos de idade, a sua actividade e considera-se um homem realizado quer profissionalmente quer a nível familiar.

Obras de carácter social
Durante a cerimónia de homenagem, Jacinto Alves salientou ainda que a Câmara Municipal comprometeu-se a disponibilizar a sede «ainda este ano», que o Clube patrocinará uma bolsa de estudo e que o “Banco de Cadeira de Rodas” aumentou com a doação de mais um equipamento oferecido pela empresa “Gat Conta”.
O clube vai continuar apostado na erradicação da poliomielite (paralisia infantil). A propósito referiu que no próximo dia 2 de Novembro, pelas 18H30, na RTP2, irá ser exibido um programa sobre o assunto. Continuará a patrocinar bolsas de estudo para alunos com mérito e dificuldades económicas
O Rotary Club de Seia, fundado em Junho de 1987, tem realizado várias actividades para o bem-estar da comunidade, nomeadamente o Carnaval na Neve, angariar fundos para obras de carácter social. Realizam ainda a homenagem ao profissional, patrocinam bolsas de estudo para estudantes carenciados e realizam, de dois em dois anos - uma exclusividade para Seia -, um encontro com clubes europeus.

Siga-nos no twitter

Úteis

O Meu Jornal

Notícias Relacionadas

Subscreva as nossas noticias via RSS

Produzido por ardina.com  
© Porta da Estrela - Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Email do Porta da Estrela: geral@portadaestrela.com.
  Topo