Porta da Estrela
Edição de 02-10-2017
Secções

Pesquisa

Utilidades
Subscrever RSS Subscrever RSS
Arquivo
Inquéritos
Última Hora
Pesquisa Avançada
Futebol
Farmácias
Tempo
Registo
Estatuto Editorial
Ficha Técnica
Assinaturas
Links

Registo

Última Hora

29-09-2017 22:41
Domingo há eleições
Seia perde 1.666 eleitores em quatro anos
O concelho de Seia tem 23.049 eleitores inscritos que podem votar no próximo domingo nas eleições autárquicas, menos 1.666 do que nas anteriores, em que estavam registados 24.715. Os dados foram hoje revelados pela Câmara Municipal com a distribuição das 46 mesas de votos espalhadas pelo concelho.
Nas eleições de 1 de Outubro o PS de Seia candidata o actual presidente da autarquia, Carlos Filipe Camelo, ao terceiro mandato autárquico, para manter uma liderança que o ex-autarca Eduardo Brito, agora candidato na Guarda, retirou ao PSD em 1993, que em 1989 tinha ganho as eleições com Jorge Correia, que trocou o PS pelo PSD. O candidato socialista é licenciado pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
O PSD aposta, pela primeira vez, na jovem médica Fabíola Figueiredo, actual líder da Comissão Política Concelhia, para tentar reconquistar o poder, enquanto a CDU (coligação PCP/PEV) candidata, pela segunda vez, a dirigente sindical Margarida Abrantes, assistente administrativa e dirigente sindical do CESP - Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços de Portugal e da União de Sindicatos da Guarda.
Como independente surge na lista o advogado Tenreiro Patrocínio. O actual vereador do PSD/CDS-PP na Câmara Municipal de Seia incompatibilizou-se com os sociais-democratas e concorre pelo grupo de cidadãos "Juntos pela Nossa Terra".
O CDS-PP, que desta vez não fez coligação com o PSD, estreia a candidatura do independente Manuel Saraiva Borges, empresário aposentado e antigo presidente da Junta de Freguesia de Santa Marinha, neste concelho.
Nas eleições autárquicas de 2013, dos 24.715 eleitores inscritos, votaram 13.985, tendo-se verificado uma abstenção de 43,41 por cento. Filipe Camelo conquistou a Câmara com 7.783 votos (55,65%). A nível de mandatos, o PS recuperou o vereador perdido em 2009 para a coligação PSD/CDS-PP, que registou 4042 votos (28,90%) e a CDU 1014 votos (7,25%).

Siga-nos no twitter

Subscreva as nossas noticias via RSS

Consulte os resultados desportivos

Produzido por ardina.com  
© Porta da Estrela - Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.
Email do Porta da Estrela: geral@portadaestrela.com.
  Topo